Estudos/Trabalho: como aumentar o foco?

Published by Dr. Lucas Fortaleza - Psiquiatra on

2 min

Muitos se perguntam isso. Nesta página você encontrará estratégias para melhorar a sua concentração. Organização e planejamento podem fazer uma grande diferença nos resultados.

  1. Técnica Pomodoro
  2. Músicas Lofi
  3. Outras dicas
  4. Atividade Física
  5. Sono de Qualidade
  6. Parar de Procrastinar

Em casos de queixas mais graves de baixo rendimento, procure neuropsicólogo(a) ou psiquiatra. Pode ser necessário, por exemplo, uso de medicamentos para tratar TDAH ou outro transtorno.

1. Técnica Pomodoro

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=hfxfJ7Qa4sg[/embedyt]
  • Trata-se de um método bastante utilizado para gerenciamento do tempo. Aumenta a eficácia de tarefas e estudos. Auxilia a reduzir cansaço e distrações.
  • Consiste em cronometrar os períodos de estudos, que são divididos em blocos com duração pré-determinada, separados por breves intervalos.
    • Geralmente é recomendado estudar por 25min e parar por 5min
    • Após completar 2 horas, deve-se fazer um intervalo maior, de pelo menos 15 a 30min, antes de reiniciar
  • Durante o tempo previsto para estudar, você deve estar comprometido(a) a focar exclusivamente na realização das atividades de estudo/trabalho.
    • Deixe o celular em outro cômodo ou, pelo menos, não mexa nele
    • Sugere-se ter um ambiente específico, com o mínimo possível de interrupções ou acesso a distrações
  • Durante o tempo previsto para o intervalo, você deve realmente parar e aproveitar para fazer quaisquer coisas que não tenham relação com as atividades de estudo/trabalho.
    • Como descansar, alongar-se, tomar um café, mudar de ambiente, mexer no celular, etc.
  • Você também pode experimentar estudar/trabalhar em sincronia com algum dos vídeos abaixo (que já dispõem de música adequada e timer dividindo o tempo em 4 blocos de 25min com intervalos de 5min) para implementar a técnica pomodoro.
[embedyt] https://www.youtube.com/embed?listType=playlist&list=PLI7uyf9jTSsSgzKSS_V3d4eiXmIlLKrIo&layout=gallery[/embedyt]

2. Músicas

  • Prefere som ambiente? Neste site é possível escolher e personalizar diferentes sons, que diminuem a distração com barulhos externos.

3. Outras Estratégias

[embedyt] https://www.youtube.com/embed?listType=playlist&list=PLI7uyf9jTSsS8W5lrLKMY4B7hDXWp1qi_&layout=gallery[/embedyt]

4. Atividade Física

  • Exercícios físicos, muitas vezes subestimados como ferramentas de auxílio ao estudo, são grandes aliados do cérebro. A prática regular de atividades físicas estimula a liberação de neurotransmissores como a dopamina e a serotonina, conhecidos por suas funções no aumento da capacidade de concentração, na melhoria do humor e na redução dos níveis de estresse. Além disso, os exercícios físicos favorecem uma melhor irrigação e consequente oxigenação cerebral, essenciais para um funcionamento cognitivo saudável. Portanto, longe de ser uma “perda de tempo”, o exercício físico é um verdadeiro parceiro no processo de aprendizagem.

5. Sono de Qualidade

  • Dormir bem é indispensável para o bom desempenho cognitivo. Durante o sono, nosso cérebro trabalha para consolidar as informações adquiridas durante o dia, fortalecendo nossa memória e capacidade de aprendizado. Um sono insuficiente ou de baixa qualidade pode prejudicar essa consolidação, dificultando o processo de aprendizagem. Além disso, o sono é um momento de recuperação para o corpo e a mente, proporcionando uma melhoria no humor e na capacidade de concentração no dia seguinte.

6. Parar com a Procrastinação

  • Você tem o hábito de procrastinar, adiar as coisas? Clique aqui para saber mais sobre isso e como começar a superar esse comportamento.