Informações

  • Na Psiquiatria, ainda não existem exames capazes de dizer exatamente qual é o melhor remédio para você, nem qual transtorno mental você tem. Portanto, o diagnóstico e o tratamento são construídos ao longo do acompanhamento. Preocupo-me em proporcionar uma reabilitação psicossocial precoce, para aliviar o seu sofrimento e melhorar sua qualidade de vida o mais rapidamente possível.

  • Talvez demore um pouco até descobrirmos a medicação certa e a dose certa para você. Para você ficar bem, terá que ter paciência. Os remédios podem levar algumas semanas até começarem a agir, mas os efeitos adversos podem iniciar rápido. Por isso, é possível que, no início do tratamento, você perceba mais efeitos colaterais do que melhora dos sintomas. Com o passar do tempo, os efeitos ruins diminuem e os bons aumentam.

  • Pode ser que você precise tomar remédio por meses, anos ou por tempo indeterminado. Depende de qual transtorno você tem, e varia muito de pessoa para pessoa. Algumas doenças psiquiátricas têm cura, outras não. Mas todas têm tratamento. Isso é uma notícia boa. Há várias coisas que podemos fazer para te deixar bem. Enquanto isso, existem outros tipos de doença que não têm cura nem tratamento.

  • Para que eu possa te ajudar, é importante que não falte às consultas e não pare as medicações. Se você as interromper sem me avisar, pode prejudicar ou atrasar seu tratamento. Sei que é chato ter que tomar remédio todo dia, por tanto tempo, muitas vezes tendo que aguentar efeitos colaterais. Eu não pediria que fizesse isso se não soubesse que é o melhor para você.

  • As bulas fornecem uma lista de todos os efeitos colaterais dos medicamentos. Não quer dizer que você vá sentir todos. Pode ser que você não sinta nenhum. Se eu lhe prescrevi, é porque vale a pena tentar tomá-los. Ou seja, os benefícios superam os riscos.

  • É importante que você se interesse pelo tratamento e tenha dúvidas. Mas tome cuidado, não acredite em tudo que lê ou ouve sobre sua doença ou seus remédios. É possível que você obtenha alguma informação (da bula, da internet ou de algum conhecido) que faça você querer parar ou trocar a medicação. Mesmo que tenha uma parte de verdade, não quer dizer que você deva interromper a medicação. Portanto, é importante que converse comigo antes de tomar alguma decisão. Posso lhe fornecer dados científicos mais precisos para tranquilizá-la(o).

  • Talvez você pense que passei o remédio errado por conta da classe dele. Mas não se assuste, pois um mesmo remédio serve para várias coisas. Darei alguns exemplos. Remédios criados para epilepsia (anticonvulsivantes) servem para enxaqueca e outras doenças. Remédios criados para depressão (antidepressivos) servem para ansiedade e outras doenças. Remédios criados para esquizofrenia (antipsicóticos) servem para transtorno bipolar e outras doenças.

  • Medicamentos não costumam resolver tudo. É provável que você se beneficie de mais coisas, como meditação, psicoterapia, atividade física e alimentação saudável. Caso vá tomar qualquer remédio que não tenha me falado antes (especialmente se for tomar todo dia por vários dias), me avise. Pode ser que haja interação com os que você já toma.

  • Para mulheres em idade fértil, recomendo que tomem os devidos cuidados para se evitar uma gravidez não planejada. Se estiverem planejando engravidar, peço que me comuniquem com antecedência. Talvez sejam necessárias adaptações.

  • Gostaria de ter momentos de conversa a sós com você em todas as consultas. Pode ser importante conversar com a família, no início do tratamento ou em situações que julguemos ser preciso. Geralmente converso com familiares na presença do paciente, e só depois de ter um momento a sós com o paciente. Se você preferir, pode ficar sempre sozinho(a) durante as consultas. Em todo caso, a duração da consulta será de até 45 a 60 minutos. A diferença é a distribuição desse tempo, ou seja, pode ser utilizado todo a sós com o(a) paciente ou ser dividido entre paciente e familiares.

  • Saiba que pode ficar à vontade para falar absolutamente qualquer coisa para mim, mesmo que sejam assuntos que lhe deixem com medo ou com vergonha. Tudo o que você disser durante as consultas estará protegido pelas regras do sigilo médico, só podendo ser quebrado em casos extremos (por exemplo: havendo risco de suicídio ou homicídio, terei que informar a seus familiares). Se, por outro lado, sua família entrar em contato comigo sem o seu conhecimento, contarei a você o conteúdo da conversa assim que possível.

  • Estou aberto a ouvir opiniões e esclarecer dúvidas dos pacientes, tanto durante os atendimentos como, se necessário, no período entre eles, via WhatsApp. Fico disponível para entrar em acordo com você para definirmos juntos como deve ser o seu tratamento. É importante que você fique satisfeito(a).

Clique aqui para ver as regras do acompanhamento

Clique aqui para avaliar nossos atendimentos

Agendar Online
Ligar Agora
Contato via WhatsApp